passaporte

Brasileiros não vão mais precisar de visto para entrar no Canadá em 2017

A notícia que muitos brasileiros esperavam finalmente chegou. Desde 2015 os brasileiros esperavam ansiosamente a promessa de que alguns que seguissem certos pré-requisitos, poderiam entrar no Canadá como vistantes sem a necessidade de visto.

Dia 31 de outubro de 2016, o Governo do Canadá anunciou mais uma vez a intenção em isentar alguns brasileiros do visto de turista a partir de 1º de maio de 2017.

Vale lembrar que, caso a regra realmente comece a valer, apenas brasileiros que têm ou já tiveram um visto de residente temporário do Canadá nos últimos 10 anos ou que possuam um visto válido de não-imigrante dos Estados Unidos, poderão entrar no Canadá sem o tradicional visto de visitante.

Estes brasileiros precisaram apenas solicitar uma Autorização Eletrônica de viagem (Eletronic Travel Authorization – eTA).

Os brasileiros que não se enquadram em nenhuma das situações acima, ainda vão precisar solicitar o visto de visitante para entrar no Canadá.

“O Canadá é um dos destinos preferidos de visitantes e empresários brasileiros, e expandir a elegibilidade da eTA tornaria mais fácil e rápido para muitos brasileiros virem ao Canadá,” afirmou Rick Savone, o Embaixador do Canadá no Brasil. “A facilidade para viajar entre nossos dois países se traduzirá em mais oportunidades para fortalecer nossos laços interpessoais, turísticos e de negócios.”

Links relacionados

Afinal, o que é o PGWP?

O Canadá é um dos destinos preferidos para alunos do mundo todo, seja para cursos de línguas (inglês e francês), Colleges ou Universidades.

Além de suas provícias apresentarem elevado índice de qualidade de vida, segurança e estabilidade econômica, as Instituições de ensino são muito boas e com preço relativamente mais baixo que outros países, como os Estados Unidos, por exemplo.

Outro fato que gera bastante interesse de alunos internacionais é que algumas instituições de Ensino Superior no Canadá , com carga horária full-time, permitem que o aluno trabalhe part-time durante os estudos, e depois de graduado, em alguns casos específicos, aplique para o Post Graduation Work Permit.

Mas afinal, o que é o PGWP que tanto se fala por aí? Quem é elegível para aplicar?

Work Permit

Post Graduation Work Permit Program

O Post Graduation Work Permit (PGWP), é um documento que permite que alunos graduados em Instituições de Ensino Superior, com carga horária equivalente a full-time, duração superior a 8 meses e registradas pelo Governo canadense (Universidades e Colleges públicos, geralmente) apliquem para tentar conquistar a tão valiosa experiência de trabalho canadense.

Ou seja, após se graduarem em uma Instituição de Ensino Superior Pública Canadense, o aluno torna-se elegível para aplicar para este programa.

Quando (e se) aceito pela imigração, o aluno graduado poderá ter a permissão de trabalhar full-time durante um período de até 3 anos.

Vale lembrar que tanto o próprio PGWP como a sua duração depende única e exclusivamente dos Oficiais de Imigração do Canadá e das regras vigentes no período da aplicação do mesmo.

E se você também quer morar e estudar no Canadá, é só clicar aqui. 

 

Fontes:

http://www.cic.gc.ca/english/resources/tools/temp/students/post-grad.asp

http://students.ubc.ca/career/resources/work-permits/post-graduation-work-permit

passaporte

Nova regra para vistos de Estudante no Canadá – 2016

Como era:

Quem vai para o Canadá fazer um College ou Universidade mas não possui o nível de inglês suficiente para acompanhar as aulas, precisa fazer aulas de inglês (pathway) para atingir o nível de inglês exigido para assim poder ingressar na instituição de ensino superior.

Até dia 13 de julho de 2016 estes alunos recebiam o visto de estudos com validade baseada nos dois cursos, que contava desde o começo das aulas de inglês até o término do College. Apesar de precisarem de uma carta condicional com o pré-requsito do inglês, o visto emitido já supunha que o aluno atingiria o nível de inglês exigido e já migraria automaticamente para o College, sem precisar solicitar nenhuma mudança ou extensão de visto.

 

Como vai ser:

A partir de 14 de julho de 2016, alunos que vierem para o Canadá para um College ou Universidade mas que precisam antes estudar o Pathway (de até 24 semanas), não mais receberão o visto de estudos. Estes alunos receberão antes o visto de turista para cursar o Pathway e só após a conclusão do curso com o nível exigido pela instituição superior, o aluno poderá solicitar a troca de status de Turista para Estudante, para assim ingressar no College e ter direito a trabalhar 20h semanais. Sim, infelizmente as taxas do Governo para emissão de visto precisarão ser pagas novamente e toda a comprovação de renda também deverá ser apresentada novamente. Caso o aluno estude por mais de 24 semanas de Pathway, o visto será de estudos baseado apenas no período de pathway, e não de College.

Anteriormente, como já dito, o visto do aluno, apesar de ser um visto condicional, era baseado nos dois cursos e permitia 20h semanais de trabalho após o término do Pathway e início do College. Sabemos que alunos de Pathway não estão autorizados a trabalhar, mas estava sendo observado que alguns alunos antes de terminar o Pathway já estavam trabalhando. Então, pode-se observar que esta mudança de visto foi realmente algo realizado para que as regras fossem seguidas de fato.

Outra coisa que muda também é em relação ao visto dos acompanhantes do estudante. Enquanto o aluno estiver no pathway com o visto de turista, o cônjuge não mais terá direito a um visto de trabalho, mas sim de visitante. O Cônjuge terá o direito do work permit apenas após a conclusão do pathway, mudança do status do visto do estudante e ingresso no College. Assim como, obviamente, o aluno do College só poderá começar a trabalhar 20h semanais após esta mudança de visto e INÍCIO do College. O mesmo vai valer para os filhos ingressarem na escola, isto só será possível também após a conclusão do pathway e mudança de status do estudante.

Nexus Intercâmbio

Brasileiro estará isento de visto de turismo para o Canadá a partir de Março de 2016

Expansão do Canada’s Electronic Travel Authorization (eTA) Visando apoiar e impulsionar o crescimento econômico e o comércio, o governo do Canadá facilitará a entrada de visitantes no país. No Plano de Ação Econômico de 2015, o Governo anunciou que o Canadá está expandindo a elegibilidade para a autorização eletrônica de viagem (eTA) para os viajantes de baixo risco do Brasil, Bulgária, México e Romênia para tornar mais fácil e mais rápido para os viajantes legítimos desses países ir para o Canadá.

Logo após a eTA ser totalmente implementado em março 2016 para os viajantes que estão atualmente isenção de visto, os cidadãos do Brasil, Bulgária, México e Romênia que tenham sido titulares de um visto canadense nos últimos 10 anos ou que possuam um visto americano de não-imigração ainda válido, não precisarão mais aplicar para um visto canadense (para chegar por via aérea). Em vez disso, eles só precisarão de uma eTA. Estes viajantes elegíveis ao sistema eTA ainda serão pré-selecionados, a fim de identificar e prevenir aqueles indivíduos que são conhecidos por ser inadmissível de chegar no Canadá, em primeiro lugar.

Esta abordagem permitirá que o Governo do Canadá melhor acesse os requisitos de rastreio sob medida com base nos riscos apresentados por viajantes individuais, tornando mais fácil e mais rápido para os viajantes de baixo risco de vir para o Canadá.

Para informações na íntegra, leiam o link oficial da página da imigração canadense.

Nexus Intercâmbio

O que acontece quando eu chego ao Canadá?

Quando você chegar ao Canadá, deve informar aos oficiais no porto de entrada que você é um estudante internacional obtendo algum dos dois tipos de vistos. Você mostrará a carta emitida pelo escritório de visto canadense em seu país de origem a um oficial de imigração, que emitirá sua autorização. Observe que as autorizações não são emitidas pelos oficiais de alfândega. O oficial de imigração no porto de entrada determinará se você pode entrar no Canadá e quanto tempo você poderá permanecer. Você deve partir na data (ou antes) estabelecida pelo oficial de imigração ou ter o seu tempo de visto ampliado por um oficial de imigração no Canadá. Responda apenas as perguntas feitas e fale somente o necessário, evite prolongar as respostas. Não diga nada se nada lhe for perguntado.

Nexus Intercâmbio

Posso sair do Canadá e voltar?

Esse é um assunto complicado e que requer muita atenção.
A maioria das pessoas tende a confundir a questão de visto de ENTRADA com o visto de PERMANÊNCIA. E isso que causa problemas muitas vezes.

VISTO DE ENTRADA (ENTRY VISA)
É o adesivo que recebemos em nosso passaporte quando solicitamos o visto no consulado canadense no Brasil ou em qualquer país MENOS o Canadá. A validade deste visto refere-se à data a qual podemos ENTRAR no Canadá.

PERMISSÃO DE PERMANÊNCIA (PERMIT)
É a permissão que recebemos quando chegamos no Canadá, concedido pelos oficiais de imigração em terras canadenses. Essa permissão pode ser concedida em forma de um papel anexado ao passaporte OU um carimbo na folha atrás do visto de entrada no passaporte. Essas permissões são quem dizem qual a data que temos que DEIXAR o Canadá.

SAÍDA E ENTRADA DO CANADÁ
Para sair e entrar novamente no Canadá é preciso que seu visto de ENTRADA e seu passaporte estejam válidos. A carta de permissão de PERMANÊNCIA que você recebe na sua chegada ao Canadá não garante sua re-entrada.

ACORDO CANADÁ E EUA

O Canadá possui um acordo com os Estados Unidos que permite que pessoas possam transitar entre os países (Veja a regra na íntegra aqui), sem a necessidade do visto de múltiplas entradas Canadense válido (lembrando que toda re-entrada no Canadá passará por avaliação do oficial de imigração e não existe garantia de re-entrada), dessa forma, as pessoas que pretendem visitar os EUA (precisa de visto americano para isso) e possuem visto de entrada vencido, mas visto de permanência válido, podem visitar os EUA, desde que não tenham visitado NENHUM outro pais enquanto estiveram fora do Canadá e retornar. Lembrando, esse acordo funciona somente entre as fronteiras do Canadá e Estados Unidos por terra.

Se, entretanto, seu visto de permanência expirar quando você estiver fora do Canadá, você poderá ser impedido de voltar. Se você pediu inicialmente um visto de visitante adicionalmente a uma autorização de estudante, você poderá retornar ao Canadá desde que seu visto, passaporte e autorização de estudante sejam válidos.

Nexus Intercâmbio

Como comprovar vínculo com o Brasil na hora de aplicar para o visto?

Para comprovar vínculo, é possível apresentar matrículas em instituições de ensino, seja médio, superior ou pós-graduação, comprovação de vínculo trabalhista, contrato de empresa ou de prestação de serviço, edital de concursos públicos, comprovação de dependentes financeiros e apresentar planos futuros claros e convincentes de retorno ao Brasil ao término da viagem.

Nexus Intercâmbio

Como posso comprovar renda para tirar visto canadense?

Existem algumas formas de comprovar renda para o visto canadense, uma delas é com apresentação do imposto de renda e extratos bancários de pelo menos 3 meses da data da entrada no visto. É Possível também, para quem não tem rendimento suficiente, a utilização da chamada “carta custeio”, que seria uma carta de um fiador (membro da família, sendo pai, mãe, tio, tia, irmão(ã), vô, vó, ou conjugues de algum desses parentes) se responsabilizando pelas despesas do viajante. Pode-se usar mais de um fiador, apresentando uma carta para cada fiador, com os respectivos comprovantes financeiros que podem ser imposto de renda e extratos bancários de 3 meses.

As informações financeiras apresentadas ao consulado canadense são protegidas pela lei de sigilo fiscal, ficando dessa forma, o consulado canadense impedido de divulgar as informações recebidas para qualquer órgão ou pessoa que não seja o requerente do visto.

O valor que o consulado considera adequado para uma pessoa visitar o país é equivalente a CAD$1500 mensal. Ou seja, para comprovar que tem rendimentos suficientes para ir para o Canadá, o viajante precisa comprovar que possui saldo MENSAL superior a esse valor (atenção ao câmbio da época que for aplicar para o visto). NÃO é preciso comprovar TUDO Junto na conta de uma vez, é Possível mostrar que o viajante ou o(s) fiador(es) possuem esse saldo positivo mensalmente.

Existem outras formas de comprovar recursos financeiros como investimentos, ações, dólares (com recibo de compra), venda de imóveis, venda de carro, entre outros.

Nexus Intercâmbio

Renovação de visto de entrada no Canadá

Boas novas para quem está no Canadá e precisa renovar o visto de entrada (aquele que vem estampado no passaporte).

Agora é possível fazer essa renovação sem precisar sair do Canadá. Isso mesmo!

O governo e o departamento de imigração canadense lançaram um projeto piloto que visa facilitar a renovação do chamado “Temporary Resident Visa” (TRV).

Esse processo deve ser feito por correio comum (Canada Post) ou particular (FEDEX, UPS, etc).

Quem pode renovar o TRV?

Pessoas com vistos estudos (S-1 e SW-1) e trabalho (W-1) “NÃO É VÁLIDO PARA TURISTAS com vistos (SX-1 ou V-1)”

Para onde enviar?

Pelo serviço comum de correio (Canada Post)
CPP – Ottawa
P. O. Box 9640
Ottawa, ON, K1G 6T2

Por serviços particulares (FEDEX, UPS, etc)

CPP – Ottawa
Temporary Resident Visa Section
365 Laurier Avenue West
Ottawa, ON K1A 1L1

É preciso ter um endereço no Canadá, a permissão de permanência DEVE ser VÁLIDA ainda e você precisa renovar seu visto de ENTRADA expirado ou de única entrada para retornar ao Canadá em breve.

Para mais informações sobre quem pode e como aplicar, verifiquem:

http://www.cic.gc.ca/english/visit/cpp-o-apply.asp

Para baixar o pacote de instruções de como aplicar e com os formulários, acesse:

http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/visa.asp

Nexus Intercâmbio

O que fazer se tiver algum problema com o passaporte?

Caso você tenha algum problema com seu visto ou coisa parecida, entre em contato com a Nexus e faremos todo o acompanhamento dos procedimentos a serem tomados. Para os mais independentes, a maioria dos países de destino da Nexus contam com consulados brasileiros em determinadas cidades que serão os responsáveis por emissão de novos passaportes ou problemas consulares.  Confira os endereços dos consulados brasileiros em cada país na nossa página de vistos