Aprenda como se destacar no mercado canadense.

Você sabia que uma das principais ferramentas de busca de emprego no Canadá é o LinkedIn? Aprenda dicas de como melhorar seu perfil e conseguir um emprego na sua área!

 

Foto

Primeiro passo é colocar uma foto, pois aumentará muito a visualização de seu perfil. Lembrando que é uma mídia social profissional, portanto sua foto deve ser adequada à essa plataforma. Não precisa ser uma foto extremamente formal e séria como a do seu passaporte, mas o ideal é usar uma que represente sua área de atuação, sem a galera, cachorro e namorado como ás vezes se usa no Facebook.

 

 

Experiências

Quanto mais completo e atualizado for o seu perfil, melhor. Lembre de inserir informações como: profissão, cargo, histórico acadêmico, locais que trabalhou, projetos realizados e quais metas atingiu. Lembrando que é importante definir bem seu cargo para facilitar suas buscas pelo emprego ideal. Se no Brasil você era gerente e aqui é estagiário, é importante deixar isso claro, para facilitar a busca dos recrutadores.

Palavras-chave

Usar palavras-chave no LinkedIn é essencial para aumentar a visibilidade do seu perfil. Diante de milhares de currículos que os profissionais de RH visualizam diariamente, é impossível selecionar manualmente, então hoje é bem comum utilizarem ferramentas automatizadas; e no LinkedIn, é através de palavras-chave que encontram os potenciais contratados. Essas palavras você deve escolher de acordo com suas qualificações e diferenciais, pois hoje as empresas valorizam pessoas verdadeiras e únicas, que alinhem seus valores aos da companhia, sendo assim, evite palavras clichês e frases prontas. Lembrando que o lugar mais importante para colocar as palavras-chave é no título profissional e no resumo.

Resumo

O resumo do seu perfil no site é o primeiro ponto que os recrutadores irão ver, então é importante concentrar suas habilidades, experiências e interesses de forma objetiva em aproximadamente dois ou três parágrafos. 

Conexões

Se conectar com pessoas e participar de grupos é essencial. É importante interagir com suas conexões como mandar parabéns a um contato por um novo emprego, por exemplo.

Considerando que no Canadá você ainda não conhece muita gente vale lembrar de seus professores, colegas de classe e até mesmo buscar contatos de pessoas em empresas locais. Em geral, é bem visto quando for adicionar alguém, você se apresentar ou lembrar a pessoa de onde se conheceram.

Recomendar pessoas

Quando você recomenda as pessoas por suas habilidades, é comum que elas façam o mesmo com você. Sendo assim seu perfil vai ganhando qualificações e força.

Participações

Entre com frequência, siga empresas que admire, seja presente na rede e compartilhe novidades em sua área de atuação. É importante ser visto!

Idiomas

Se você quer manter seu perfil em português mas para o Canadá precisa se apresentar em inglês, no Linkedin é possível abrigar perfis em línguas diferentes dentro da mesma URL. É preciso clicar em “Ver perfil como” e selecionar a opção “Criar perfil em outro idioma” e aí traduzir o conteúdo espelhado. 

Dicas extra:

Essa não é uma rede social para reclamações e discussões e sim atualizações e debates intelectuais. É importante sempre manter uma postura profissional.

Confie no seu potencial e boa sorte!

 

By Maria Freire

Estude e trabalhe no Canadá! Nexus Intercâmbio

Ansiedade vs Organização

Está pensando em fazer um intercâmbio em já começou a perceber que sua ansiedade aumentou de forma demasiada e quer saber como fazer para se controlar?

É muito comum a ansiedade aumentar durante o processo de realizar o intercâmbio, o que é natural e importante para auxiliar a encontrar soluções para determinadas situações. Porém, é preciso saber quando a ansiedade está em excesso, colocando em risco o andamento, clareza das informações e decisões.

Para evitar que a ansiedade tome conta, o ideal é manter a calma e desenvolver um cronograma organizacional com prioridades e metas. Preparamos alguns exemplos de etapas que sugerimos aos nossos clientes durante o processo de planejamento que geralmente auxiliam e permitem a eficácia do projeto como um todo.

Primeira etapa:

  • Definir objetivos
  • Pesquisar bastante sobre o destino, vistos, condições, valores
  • Identificar qual o tipo de programa mais adequado aos seus objetivos
  • Verificar documentação e prazos

Segunda etapa:

  • Iniciar processo de matrícula
  • Solicitar visto (caso necessário)

Terceira etapa (após visto aprovado):

  • Realizar pagamentos
  • Organizar a vida que deixará para trás (trabalho, casa, carro, telefone, tv a cabo, etc)
  • Providenciar moradia, seguro saúde, passagem aérea
  • Continuar pesquisas sobre outros assuntos que podem ser pertinentes no país de destino

Quarta etapa (finalmente no destino):

  • Agora é hora de aproveitar, estudar muito e conhecer as novidades do seu novo destino
  • Aproveite para fazer uma identidade local (caso aplicável) e evite sair com o passaporte na rua
  • Evite se fechar em grupos de brasileiros, saia da sua zona de conforto, desbrave o desconhecido

Dividindo seu planejamento dessa forma, você garante que dará prioridade aos assuntos devidos conforme o andamento do processo, evitando trazer preocupações (muitas vezes oriundas ou intensificadas pela ansiedade) para momentos inoportunos ou antecipados.

Esperamos que esta matéria ajude a superar a ansiedade e substituí-la por organização e planejamento, para colher os frutos dessa nova fase com mais tranquilidade e objetividade

Para mais informações sobre intercâmbio, siga nosso canal no YouTube e curta nossa página no Facebook.

Nexus Intercâmbio

O sotaque escocês é forte mesmo?

Muitas vezes, na hora de escolhermos o destino de nosso intercâmbio, pensamos nessa questão do sotaque. Na Escócia, assim como em todos os países, eles possuem um sotaque único e peculiar, mas tem um fato interessante sobre essa questão dos sotaques.

É possível prever qual o tipo de pessoas, nacionalidades e sotaques vamos enfrentar em nossa vida profissional no futuro?

Claro que a resposta é não, independente de onde você opte por morar, ou mesmo da empresa onde conseguir um cargo, é impossível prever se vamos trabalhar somente com americanos, canadenses, australianos, etc.

Sendo assim, sempre recomendamos aos nossos alunos, que prestem bastante atenção, não somente aos sotaques, mas também às culturas e costumes das outras nacionalidades. Quanto maior sua capacidade de entender diferentes sotaques, conhecer diferentes culturas e costumes, maiores suas chances de sucesso na sua carreira. Isso justamente devido ao fato de termos que encarar seja qual for o sotaque, nacionalidade ou etnia que vier pela frente.

As nacionalidades com sotaques mais peculiares proporcionam esse desafio profundamente engrandecedor de aprender a afinar seu ouvido às mais diversas formas de escutar o idioma inglês. Sendo assim, a escolha por um país com sotaque mais carregado e com menor incidência de brasileiros é uma excelente opção para garantir que o aprendizado do idioma será intenso e abrangente.

O sotaque escocês é sim mais forte que o americano que estamos acostumados, mas ele fica um pouco próximo do sotaque britânico, dependendo da região da Escócia, como em Edimburgo por exemplo, cidade onde há uma grande concentração de ingleses morando.

A experiência de aprendizado na Escócia é, portanto, bastante completa e enriquecedora. Sem dúvida um excelente destino para se fazer um intercâmbio.

Fique ligado em nossas dicas!

Gráfico de evolução no aprendizado de novo idioma

Realizamos um comparativo de evolução do aprendizado de inglês baseado na carga horária média das escolas de inglês no Brasil e no exterior.Consideramos a carga horária em uma média de 2 horas de aula por semana das escolas no Brasil (prática comum das escolas no Brasil) e em uma média de 24 horas de aula por semana das escolas no exterior (prática comum nos cursos de intercâmbio). Considerando um período de aula consecutivo (sem pausas para férias, etc).Vejam o gráfico abaixo que resultado interessante considerando o tempo (em anos) que uma pessoa leva para chegar a fluência no idioma em cada uma das opções:

grafico-evolucao-ingles

Nexus Intercâmbio

Dicas de estudos para intercambistas

Separamos algumas dicas para ajudá-los a aumentar a produtividade de seu intercâmbio. São dicas simples mas que podem fazer uma grande diferença no aproveitamento a aperfeiçoamento no aprendizado da língua.

  • Tome notas de tudo! Carregue consigo uma lista de vocábulos e escreva qualquer palavra nova, ideias ou situações.
  • Sempre que possível, procure fazer anotações em inglês/francês.
  • Peça para algum nativo explicá-las, ou pesquise para descobrir mais coisas sobre o que anotar.
  • Forme sentenças completas para responder a uma questão. Por mais simples que a resposta seja, ao formar uma resposta completa você estará praticando. Se ficar respondendo perguntas com apenas uma palavra, não vai conseguir falar ou expressar suas ideais de maneira clara.
  • Para melhorar sua compreensão auditiva, converse sobre tópicos comuns e veja como as pessoas respondem a eles. Pesquise ou leia bastante sobre assuntos discutidos diariamente e cheque o vocabulário. Isso te ajudará a entender melhor as palavras e a acompanhar as conversas.
Nexus Intercâmbio

Dicas de viagem de avião, aeroporto e fuso-horário

No avião

  • A primeira dica para viajar de avião é relaxe. Isso mesmo, para àqueles que tem medo de viajar de avião, mantenha a calma. Lembre-se que, estatisticamente falando, essa é a forma de transporte mais segura que existe.
  • Utilize roupas e sapatos confortáveis, as vezes os pés podem inchar um pouco durante o vôo, por isso um calçado confortável é importante.
  • Leve um casaco com vc, mesmo no verão, pois o ar condicionado no avião as vezes é bem forte
  • Procure dormir a maior parte do tempo. Se você tem problemas para dormir em vôos longos, alguns remédios ajudam (consulte um médico antes de tomar qualquer medicação).
  • Levante de vez em quando, alongue-se, isso ajuda na circulação.

No aeroporto

O mais importante de ter em mente é, não se atrasar. Saber se programar para chegar no aeroporto com antecedência ajuda não só a não perder o vôo, mas também a não esquecer nada ou fazer nenhum procedimento na correria.

  • Faça o check-in das malas que serão despachadas com antecedência, certifique-se que utensílios proibidos e líquidos não estejam nas malas de mão para evitar ter que se desfazer deles.
  • Confira se os documentos necessários para apresentar na imigração estão na mala de mão
  • Fique de olho na sua bagagem o tempo todo
  • Se tiver problemas, mantenha a calma e procure o balcão de informações ou peça ajuda aos funcionários.

Seja o que for, não entre em pânico. É importante manter a calma para poder raciocinar de forma correta.

Fuso-horário

Evite dormir em horários fora do comum. Ajuste seu relógio para o horário local e deite-se por volta das 23h. Esse é o horário ideal pois, não é muito tarde nem muito cedo, o suficiente para dormir uma noite de sono normal e ajudar o corpo a se adaptar ao horário. Se dormir durante a tarde ou se for dormir muito tarde vai atrapalhar o ajuste.

Nexus Intercâmbio

Dicas para ajudar a busca e conquista de trabalho no exterior

Separamos algumas dicas para ajudar os intercambistas a procurar trabalho de forma mais objetiva e também a passarem na entrevista.

Essas dicas são mais apropriadas para cargos mais específicos, porém, a ideia, no geral, funciona igual em todo lugar e tipo de trabalho.

Buscando trabalho:

Quando for buscar um trabalho, procure encontrar empresas contratando pessoas para resolver problemas nos quais você sabe que é bom em resolver. Para isso, pergunte-se: Qual tipo de problema você é bom em resolver?

No exterior, diferente do Brasil, as empresas buscam por pessoas especializadas em determinadas tarefas, enquanto que no Brasil os chamados coringas (entende um pouco de tudo) fazem sucesso, no exterior a especificidade é uma grande vantagem. Portanto, foque em algo que você seja realmente bom e vá atrás de empresas precisando deste tipo de mão de obra ou habilidade.

Agora começa a parte onde e como encontrar as empresas.

Nessa hora, faça o famoso “networking”…. Conheça gente, converse, demonstre conhecimento, força de vontade, atitude, e outras qualidades. Faça MUITO networking. Ser indicado para uma vaga de trabalho pesa MUITO no momento da contratação.

Prepare um CV para cada empresa, cargo, etc. Cada CV deve ser feito sob medida para o que se está buscando. CVs generalizados tendem a não passar todas as informações que as empresas precisam saber no momento da seleção para as entrevistas.

Na hora da entrevista:

Este é o momento crucial. Os primeiros 3 segundos podem ser determinantes.

  • Demonstre calma, confiança, simpatia e otimismo.
  • SAIBA o que você quer.
  • Tenha obejtivos e esteja preparado para os expor.

Na entrevista você precisará convencer o(s) entrevistador(es) de que você é a melhor pessoa para a posição. Como fazer isso?

  • Seja preciso, não prolongue suas respostas.
  • Apresente fatos, números, estatísticas.
  • Fale sobre um case de sucesso.

Estude, leia, aprenda sobre a empresa. Quanto mais você souber sobre ela, mais chances você terá em responder perguntas específicas

Sua aparência conta muito. Vá bem vestido, com roupa apropriada, banho tomado e perfumado.

E por último. Fale o menos possível. Seja breve nas respostas, específico e objetivo. Quanto mais falar, maior chance de dar algo errado.

Esperamos que essas dicas ajudem.

Nexus Intercâmbio

Eleições: como devo proceder morando no exterior?

Os cidadãos brasileiros residentes no exterior, maiores de dezoito anos, também devem cumprir suas obrigações eleitorais (alistamento e voto), que são facultativas para os maiores de dezesseis e menores de dezoito anos, os maiores de setenta anos e os analfabetos.

Os portadores de deficiência que impossibilite ou torne extremamente oneroso o cumprimento das referidas obrigações poderão requerer ao juiz de sua zona eleitoral a não aplicação das sanções legais, na forma das Res.-TSE nºs 20.717, de 12 de setembro de 2000 (formato PDF), e 21.920, de 19 de setembro de 2004.

Aos que possuem domicílio eleitoral no exterior (Zona ZZ), o exercício do voto é exigido apenas nas eleições para presidente da República. Caso esteja ausente do seu domicílio eleitoral na data do pleito ou impedido de comparecer à eleição, deverájustificar sua falta, mediante requerimento dirigido ao juiz da Zona Eleitoral do Exterior, a ser entregue à repartição consular ou missão diplomática ou enviado pelos correios (vide serviços eleitorais no exterior/justificativa eleitoral).

Aqueles que, embora residindo no exterior, mantenham seu domicílio eleitoral em município brasileiro continuam obrigados a votar em todas as eleições, devendo, portanto, justificar suas ausências às urnas enquanto estiverem fora do País (vide serviços eleitorais no exterior/justificativa eleitoral).

O eleitor pode justificar as ausências às eleições tantas vezes quantas forem necessárias, mas deve estar atento a eventual realização de revisão do eleitorado no município onde for inscrito, uma vez que o não comparecimento acarretará o cancelamento do título.

Cada ausência não justificada gera um débito com a Justiça Eleitoral e, enquanto não regularizada a situação, o eleitor estará sujeito a uma série de restrições (serviços eleitorais no exterior/justificativa eleitoral – Consequências para quem nãojustificar), entre elas à de obtenção da certidão de quitação eleitoral, ainda que o título esteja em situação “regular” (aptidão para o exercício do voto).

Completadas três ausências consecutivas não justificadas, o título será cancelado e, após seis anos, excluído do cadastro eleitoral (cada turno é considerado uma eleição).

A votação fora do território nacional é organizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal, com o apoio dos consulados ou missões diplomáticas em cada país.

O Código Eleitoral prevê como condição para a criação de mesas de votação no exterior o número mínimo de 30 (trinta) eleitores. As missões diplomáticas ou repartições consulares comunicarão aos eleitores votantes no exterior o horário e o local da votação.

As seções eleitorais para o primeiro e segundo turnos de votação funcionarão nas sedes das embaixadas, em repartições consulares ou em locais em que existam serviços do governo brasileiro. Excepcionalmente, o Tribunal Superior Eleitoral poderá autorizar a abertura de seção eleitoral fora de tais locais.

Somente será admitido a votar o eleitor cujo nome conste do caderno de votação da seção eleitoral.

Em anos eleitorais, os serviços eleitorais (inscrição, transferência e revisão – dados pessoais e/ou endereço/mudança de domicílio eleitoral) somente poderão ser requeridos até cento e cinquenta e um dias antes da data da eleição, pois ao término deste prazo o cadastro será fechado.

Se, durante esse período, houver necessidade de comprovar a regularidade da situação eleitoral, o interessado deve entrar em contato com o cartório da Zona Eleitoral do Exterior (vinculada ao Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal) ou onde for inscrito (endereço disponível na página do tribunal regional eleitoral do respectivo estado).

O serviço eleitoral “segunda via” pode ser requerido a qualquer tempo, até 10 (dez) dias antes da eleição.

O eleitor que necessite comprovar a quitação com a Justiça Eleitoral poderá emitir, pela Internet, a “certidão de quitação eleitoral”, desde que sua inscrição esteja regular e não haja pendências relativas ao exercício do voto ou a justificativa de eventuais ausências a eleições e à prestação de serviços eleitorais, quando convocado, ou ainda quanto à prestação de contas de campanha eleitoral ou multas aplicadas em caráter definitivo e não pagas.

O Cartório Eleitoral do Exterior situa-se na SEPN 510, Lote 7, Avenida W3 Norte, Brasília/DF – CEP 70.750-520 – Telefone: (55) (0xx61) 3048-4770/4701 – Fax: (55) (0xx61) 3048-4745.

Veja os endereços das representações diplomáticas brasileiras no exterior:

Fonte: www.tse.jus.br

Nexus Intercâmbio

As surpresas com tomadas e plugues no intercâmbio

As vezes, na correria de arrumar as malas e nos preparar para a viagem que está chegando, esquecemos de nos atentar a certos detalhes que podem trazer certos aborrecimentos ao chegar ao destino.

Uma das principais surpresas que os viajantes encontram no exterior é o sistema de tomadas e voltagens que mudam de país para país. E aí, carregar celulares e máquinas fotográficas viram tarefas complicadíssimas, além do risco de queimar seus aparelhos eletrônicos – muitas vezes incompatíveis com a rede elétrica de determinado local.

Portanto, antes de embarcar, veja abaixo os principais padrões de voltagem e modelos de tomadas e corra para providenciar um adaptador de tomada ou conversor de voltagem que seja universal ou específico para o destino a ser visitado.

América do Norte: Os Estados Unidos, Canadá e México utilizam o mesmo padrão, de 110V a 127V.

Europa: Também segue um padrão unificado, de 220V a 240V.

*compatível com 110v. No Canadá, as tomadas de 220v possuem o escudo preto como padrão. Uma forma interessante de identificar e não queimar o aparelho. Fiquem atentos!

DICA: Sugerimos comprar os adaptadores e conversores ainda no Brasil, pois pode ser difícil encontrar no exterior.

Nexus Intercâmbio

Internet gratuita nos aeroportos brasileiros

Está chegando a hora de viajar e já começou a dar aquele desespero só de pensar em passar intermináveis horas no aeroporto sem ter o que fazer? Vai passar muito tempo fora, cancelou a linha de celular no Brasil e ta preocupado em arrumar o que fazer enquanto está no aeroporto? Seus problemas acabaram!!

Desde Abril de 2012, 9 aeroportos do Brasil começaram a oferecer internet sem fio gratuita e ilimitada para passageiros na sala de embarque (sim, por enquanto só para quem já está na área de embarque e não parece que isso vá mudar). Os aeroportos são: Recife, Fortaleza, Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Belo Horizonte (Pampulha), Porto Alegre, Brasília e São Paulo (Guarulhos e Congonhas). Até o momento, a TIM é a única operadora a participar do projeto. O número de acessos ainda é limitado, segundo a Infraero, em Guarulhos (SP), até 500 passageiros poderão acessar a internet ao mesmo tempo, enquanto que, em Congonhas, o número é de 600 pessoas.

Pelo menos mais duas operadoras devem entrar no projeto (Linktel e a Net), com o objetivo é aumentar o número de aeroportos a receberem o serviço gratuito e ilimitado, sendo que a meta é atingir todos os aeroportos do Brasil dentro dos próximos meses.

O nome da rede é “INFRAERO wi-fi grátis”. Para pode utilizar este serviço, o viajante deverá primeiro fazer um cadastro com informações pessoais, como nome e RG. Feito isso, o próximo passo será cadastrar um e-mail e criar uma senha com seis dígitos. Ai quando for acessar, fazer o login e informar o número do cartão de embarque. Agora então é acessar e usufruir dos avanços tecnológicos no Brasil, e boa viagem!!

Fonte: Aviesp Online (http://aviesp.com/dicas-e-informacoes/internet-aeroportos/)