Posts

Validação e equivalência de diploma, diferenças e quando fazer

Muito tem se falado de validação e equivalência de diploma mas a confusão ainda prevalece, então vamos te ajudar a entender a diferença entre eles para que possa analisar qual é a melhor solução pra você, pois são processos diferentes e que dependem do objetivo de cada um.

Além do sistema de ensino ser muito diferente nos dois países, existem profissões que são regulamentadas no Canadá e para ter a licença para exercer a profissão é preciso fazer a equivalência de diploma. Por outro lado, quem deseja estudar ou aplicar para um programa de imigração no Canadá talvez seja necessário fazer a validação de diploma.

Antes de mais nada, é preciso deixar claro que validação de diploma no Canadá, é conhecida como Educational Credential Assessment (ECA), e é indicada para apenas comparar e legitimar o que estudou no Brasil. Além de estudos ele também pode ser necessário para ganhar pontos nos processos de imigração como o Provincial Nominee Program (PNP) ou Express Entry. Por outro lado, em casos de pessoas que queiram trabalhar com cargos específicos em profissões regulamentadas que tenham exigência de obter licença, como em medicina, direito e engenharia, para que possa atuar nessa área aqui no Canadá é preciso além da validação, fazer também a equivalência de diploma. Esse processo de avaliação é feita por órgãos regulatórios (Regulatory Process Evaluation).

Confira quando usar cada um dos processos e como isso impactará na sua vida profissional no Canadá:

Como vimos acima, se você tem o intuito de aplicar para a imigração, você precisa apenas providenciar o ECA mas isso pode não significar que você estará apto para exercer determinadas funções sem antes ter feito a avaliação de algum órgão regulatório.

No caso de estudo como uma pós graduação, pode ser que você precise validar seu diploma e isso dependerá das exigências da instituição em questão, lembrando que estudates internacionais tem permissão para trabalhar 20 horas por semana durante o programa, mas para atuar em uma área regulamentada precisará fazer a equivalência (Regulatory Process Evaluation).

Você pode muitas vezes trabalhar na sua área mas em posições que não exijam uma licença, como por exemplo na área de arquitetura apenas quem assinará o projeto precisará ter esse reconhecimento, então se você for assistente poderá atuar sem precisar fazer a equivalência neste momento, mas considerando que você deseja continuar nessa área e crescer na carreira é importante se planejar pois aí sim será necessário.

Para saber mais sobre validação de diploma confira o depoimento de nosso cliente Fabiano Mello que conta um pouco da sua experiência, o passo a passo e órgãos regulamentadores nesse post.

Para saber mais informações sobre estudos no Canadá, fale com a Nexus Intercambio: info@nexusintercambio.com

 

Entenda o que é o Co-op e sua importância.

Está começando a procurar opções de colleges e programas de estudos no Canadá e provavelmente já ouviu falar desse termo mas ainda não entende tudo sobre o assunto?

Muita gente se confunde um pouco com o nome e também não entende como que esses programas funcionam. Afinal, o que é o Co-op, qual a função e importância de contratar um programa que oferece essa opção?

Veja mais abaixo alguns detalhes e entenda um pouco mais sobre esse programa para saber se o Co-op é uma boa opção para você atingir seus objetivos no Canadá.

O que é o Co-op?

Esses programas são conhecidos por oferecer metade das horas de ensino de forma prática, que é geralmente na segunda metade do programa, para que o estudante possa colocar em prática o que aprendeu em sala de aula. Portanto, é como se fosse o estágio obrigatório das faculdades no Brasil, com a diferença que o trabalho é remunerado, deve ser realizado na sua área de estudo, sendo, portanto, uma grande oportunidade para adquirir experiência prática na área de estudos escolhida, melhorar o inglês e ainda oferece a possibilidade de entrar no mercado de trabalho canadense através de contatos profissionais. Ou seja, essa não somente é sua oportunidade adquirir experiência de trabalho internacional, mas também de mostrar a qualidade do seu trabalho, e também auxiliar nas despesas durante os estudos.

Como funciona o programa

São cursos de ensino superior, geralmente em nível técnico, vocacional ou tecnólogo, com duração de até 2 anos, divididos em 2 etapas: período acadêmico + período de trabalho. Alguns colleges obrigam os alunos a realizar um último período acadêmico conclusivo após o estágio de 1 ou 2 semanas somente.

Quando e quantas horas pode trabalhar?

Todos os estudante podem trabalhar part-time (20hs semanais) durante a primeira metade acadêmica, ou seja, estuda e trabalha ao mesmo tempo e, ao iniciar o período de estágio, pode trabalhar full-time (40hs semanais).

O College te ajudará a se preparar e a aprender a ir atrás de oportunidades. Muitas vezes o College consegue ajudar introduzindo os alunos para empresas, mas a responsabilidade de conseguir a vaga é do próprio estudante (tem que passar na entrevista). Funciona dessa forma pois por se tratar de um estágio remunerado, a empresa quer avaliar os candidatos antes de contratar. Se o aluno encontrar algo bacana e quiser, pode aplicar por conta própria, não precisa esperar a escola iniciar o processo (por sinal é recomendado, isso mostra mais proatividade por parte do estudante).

Benefícios do Programa Co-op

  • Aplica na prática tudo que aprendeu no College
  • Ganha experiência canadense (muito importante para iniciar sua carreira no Canadá)
  • Oportunidade de trabalhar na sua área
  • Facilita sua entrada no mercado de trabalho após conclusão do curso
  • Possibilita iniciar seu network profissional na região
  • Ajuda a aprimorar o inglês
  • Auxiliará a pagar as despesas durante o tempo de estadia no Canadá
  • Prepara o aluno para seu futuro no Canadá, seja para um emprego efetivo ou para ingressar em uma universidade
  • Possibilita um visto mais extenso do que quem estuda inglês apenas
  • Permite fazer um “test-drive” para conhecer como o mercado funciona, como os canadenses trabalham e decidir se é isso mesmo que quer para a sua vida profissional

Veja outros vídeos sobre estudo e trabalho no Canadá no nosso Canal do Youtube, clique aqui

Quais tipos de Colleges oferecem esse programa?

Os Programas de Co-op são oferecidos em Colleges tanto públicos como privados. Seguem alguns dos Colleges que possuem o programa de Co-op:

 

Vancouver:

  • Arbutus College (privado)
  • Capilano College (público)
  • Canadian College (privado)
  • Cornerstone College (privado)
  • Douglas College (público)
  • Greystone College (privado)
  • ILAC International College (privado)
  • ITD (privado)
  • Langara College (público)
  • RED Academy (privado)
  • SELC Career College (privado)

 

Toronto:

  • Centennial College (público)
  • Conestoga (público)
  • Evergreen College (privado)
  • George Brown College (público)
  • Greystone College (privado)
  • Humber College (público)
  • ILAC International College (privado)
  • Seneca (público)

 

Quem pode se matricular?

É preciso ter um nível de inglês mínimo (varia de acordo com cada programa), mutas vezes alguns programas possuem exigências de formação superior prévia, mas na maioria dos casos basta ter formação do ensino médio. Para poder iniciar o estágio é preciso participação nas aulas, passar nas matérias e concluir a primeira metade do curso (parte acadêmica). Lembrando que quanto melhor seu desempenho acadêmico, mais altas as suas chances de ser admitido no programa e conseguir um bom emprego.

 

Para saber mais mande um email para: info@nexusintercambio.com ou solicite um orçamento em http://nexusintercambio.com/solicitacao-de-orcamento

 

By Maria Freire

Aprenda como se destacar no mercado canadense.

Você sabia que uma das principais ferramentas de busca de emprego no Canadá é o LinkedIn? Aprenda dicas de como melhorar seu perfil e conseguir um emprego na sua área!

 

Foto

Primeiro passo é colocar uma foto, pois aumentará muito a visualização de seu perfil. Lembrando que é uma mídia social profissional, portanto sua foto deve ser adequada à essa plataforma. Não precisa ser uma foto extremamente formal e séria como a do seu passaporte, mas o ideal é usar uma que represente sua área de atuação, sem a galera, cachorro e namorado como ás vezes se usa no Facebook.

 

 

Experiências

Quanto mais completo e atualizado for o seu perfil, melhor. Lembre de inserir informações como: profissão, cargo, histórico acadêmico, locais que trabalhou, projetos realizados e quais metas atingiu. Lembrando que é importante definir bem seu cargo para facilitar suas buscas pelo emprego ideal. Se no Brasil você era gerente e aqui é estagiário, é importante deixar isso claro, para facilitar a busca dos recrutadores.

Palavras-chave

Usar palavras-chave no LinkedIn é essencial para aumentar a visibilidade do seu perfil. Diante de milhares de currículos que os profissionais de RH visualizam diariamente, é impossível selecionar manualmente, então hoje é bem comum utilizarem ferramentas automatizadas; e no LinkedIn, é através de palavras-chave que encontram os potenciais contratados. Essas palavras você deve escolher de acordo com suas qualificações e diferenciais, pois hoje as empresas valorizam pessoas verdadeiras e únicas, que alinhem seus valores aos da companhia, sendo assim, evite palavras clichês e frases prontas. Lembrando que o lugar mais importante para colocar as palavras-chave é no título profissional e no resumo.

Resumo

O resumo do seu perfil no site é o primeiro ponto que os recrutadores irão ver, então é importante concentrar suas habilidades, experiências e interesses de forma objetiva em aproximadamente dois ou três parágrafos. 

Conexões

Se conectar com pessoas e participar de grupos é essencial. É importante interagir com suas conexões como mandar parabéns a um contato por um novo emprego, por exemplo.

Considerando que no Canadá você ainda não conhece muita gente vale lembrar de seus professores, colegas de classe e até mesmo buscar contatos de pessoas em empresas locais. Em geral, é bem visto quando for adicionar alguém, você se apresentar ou lembrar a pessoa de onde se conheceram.

Recomendar pessoas

Quando você recomenda as pessoas por suas habilidades, é comum que elas façam o mesmo com você. Sendo assim seu perfil vai ganhando qualificações e força.

Participações

Entre com frequência, siga empresas que admire, seja presente na rede e compartilhe novidades em sua área de atuação. É importante ser visto!

Idiomas

Se você quer manter seu perfil em português mas para o Canadá precisa se apresentar em inglês, no Linkedin é possível abrigar perfis em línguas diferentes dentro da mesma URL. É preciso clicar em “Ver perfil como” e selecionar a opção “Criar perfil em outro idioma” e aí traduzir o conteúdo espelhado. 

Dicas extra:

10 dicas para conseguir emprego no Canadá

Confira dicas para conseguir trabalho na sua área no Canadá!

Posted by Nexus Intercâmbio on Sunday, July 16, 2017

Essa não é uma rede social para reclamações e discussões e sim atualizações e debates intelectuais. É importante sempre manter uma postura profissional.

Confie no seu potencial e boa sorte!

 

By Maria Freire

Have you heard of Calgary?

Você já ouviu falar de Calgary?

Sempre que falamos em Canadá lembramos de Toronto e Vancouver, Vancouver e Toronto. Quando o assunto é intercâmbio, são essas as cidades canadenses que oferecem mais opções para o estudante. É verdade, Vancouver e Toronto sempre estão entre as Top 5 melhores cidades para viver no mundo inteiro.

Mas existe outra cidade canadense que sempre aparece nessas listas – Calgary.

Se você veio do interior do Brasil e sabe que vai sentir falta do campo e dos animais quando se mudar, fique sabendo que Calgary é a CowTown do Canadá. Lá acontece o maior rodeio do mundo, parte do Calgary Stampede. Mas parece que os vaqueiros e suas tropas não fazem tanta sujeira (ou limpam toda que fazem), pois Calgary é considerada a cidade mais limpa do mundo.

Sem dúvida Vancouver e Toronto são cidades multiculturais, mas Calgary não fica para trás nesse quesito. Na cidade são faladas mais de 120 línguas, e e em 2011 quase metade da população da província era composta por imigrantes, que se dividem entre Edmonton – a capital – e Calgary. Pelo menos 26% da cidade não nasceu no Canadá. E quando se trata de engajamento comunitário, Calgary é a cidade com mais voluntários per capita no país inteiro.

O frio faz parte de Calgary, com as mínimas médias batendo nos -15ºC, mas também é a cidade que mais recebe sol entre todas as outras do país! São 2600 horas por ano!

Coloque Calgary nas suas possibilidades, para estudar ou passear. Se você se interessou pela cidade, mande um e-mail para a Nexus e vamos conversar sobre o seu intercâmbio!

 

Existe Sexta-feira Santa no Canadá?

Antes de embarcar para o Canadá meu pai me recomendou -Não esqueça de rezar, filho.

Então comecei a pensar. Mas existem igrejas lá? Eu nunca tinha ouvido falar nisso. Considerava-me um especialista em quase tudo a respeito do grande norte, mas essa questão era um tanto nebulosa e não encontrei canais na internet que falassem sobre o assunto. Nada que um pouco de história, pesquisa e observância não deram um jeito. Vamos comparar Brasil e Canadá por um momento:

O Estado brasileiro só se separou da Igreja Católica Romana em 1891, e a liberdade de culto apareceu só em 1934 (desde que não contrariassem a ordem pública e os bons costumes), e três anos mais tarde a constituição – nesse ponto – ficou mais flexível com os cultos.

No Canadá, porém, o contexto histórico foi muito diferente do brasileiro. Imaginem o seguinte quadro: para o país ser um só, de leste a oeste, franceses e britânicos teriam de se ’tolerar’ religiosamente. Afinal, além da rixa histórica entre os reinos que viriam a ser hoje França e Inglaterra, católicos e protestantes não se entendiam bem. 

Uma das questões principais logo no início do processo de convivência entre as províncias americanas era a liberdade religiosa. Portanto, o direito -mesmo que em partes- foi garantido em 1760 para Queceb primeiramente, e ampliado mais tarde. E o Canadá só iria aparecer oficialmente no mapa cento e poucos anos mais tarde, em 1867, com o Ato Constitucional!

No Canadá existe Sexta-feira Santa, sim. É feriado nacional, assim como o Natal, e mesmo quem não é Cristão pode aproveitar a folga. Mas, ao contrário do Brasil, não vemos grandes eventos públicos de cunho religioso, e não lembro de ter visto empresas de comunicação veiculando qualquer coisa ligada à religião nestas datas (ou em qualquer data).

Em números, o Cristianismo é a vertente religiosa mais forte, com 67.2% da população, seguido pelos que não se identificam com nenhuma crença – 23.9%.

O restante da população se divide entre o Islã, o Hinduísmo, a crença Sikh, Budistas, Judeus e religiões aborígenes. 

Templos e Igrejas cristãs estão por toda a parte, e os maiores nos grandes centros. As outras correntes normalmente se concentram em um único lugar, às vezes mais afastado, como por exemplo o Jewish Community Centre.

No grupo Vancouver para Brasileiros da Nexus Intercâmbio, já foram recomendados centros Espíritas – uma busca rápida por lá revela os lugares. Das religiões afro-brasileiras, porém, ainda não tivemos notícia por aqui.

Alessandro Veronese

fontes: https://en.wikipedia.org/wiki/Religion_in_Canada, http://www.thecanadianencyclopedia.ca/en/article/religion/

Afinal, o que é o PGWP?

O Canadá é um dos destinos preferidos para alunos do mundo todo, seja para cursos de línguas (inglês e francês), Colleges ou Universidades.

Além de suas provícias apresentarem elevado índice de qualidade de vida, segurança e estabilidade econômica, as Instituições de ensino são muito boas e com preço relativamente mais baixo que outros países, como os Estados Unidos, por exemplo.

Outro fato que gera bastante interesse de alunos internacionais é que algumas instituições de Ensino Superior no Canadá , com carga horária full-time, permitem que o aluno trabalhe part-time durante os estudos, e depois de graduado, em alguns casos específicos, aplique para o Post Graduation Work Permit.

Mas afinal, o que é o PGWP que tanto se fala por aí? Quem é elegível para aplicar?

Work Permit

Post Graduation Work Permit Program

O Post Graduation Work Permit (PGWP), é um documento que permite que alunos graduados em Instituições de Ensino Superior, com carga horária equivalente a full-time, duração superior a 8 meses e registradas pelo Governo canadense (Universidades e Colleges públicos, geralmente) apliquem para tentar conquistar a tão valiosa experiência de trabalho canadense.

Ou seja, após se graduarem em uma Instituição de Ensino Superior Pública Canadense, o aluno torna-se elegível para aplicar para este programa.

Quando (e se) aceito pela imigração, o aluno graduado poderá ter a permissão de trabalhar full-time durante um período de até 3 anos.

Vale lembrar que tanto o próprio PGWP como a sua duração depende única e exclusivamente dos Oficiais de Imigração do Canadá e das regras vigentes no período da aplicação do mesmo.

E se você também quer morar e estudar no Canadá, é só clicar aqui. 

 

Fontes:

http://www.cic.gc.ca/english/resources/tools/temp/students/post-grad.asp

http://students.ubc.ca/career/resources/work-permits/post-graduation-work-permit

Estude e trabalhe no Canadá

10 restaurantes bacanas em Toronto com desconto para estudantes

Normalmente, a maioria do estudantes, em qualquer cidade do mundo, tem o orçamento um tanto enxuto, digamos assim.

Toronto é uma cidade com muitos Colleges e Universidades e por isso muitos brasileiros vão estudar lá. Porém, com dólar alto como está para os brasileiros, nada melhor do que conhecer bons restaurantes e que oferecem desconto para quem estuda, não é¿

Por isso, chega de comer fast-food por causa do preço barato, listamos 10 ótimos restaurantes em Toronto com desconto para estudantes, tudo o que você precisa levar é sua carteirinha de estudante válida.

  1. Salad King

Estilo: Comida Tailandesa

Desconto: Estudantes ganham 20% off das 2 às 5 pm

Localização: 340 Yonge Street

Website: http://www.saladking.com/

salad king

Photo via @angusandersonlin

  1. Art Square Cafe

Estilo: Crepes, sobremesas, chocolates artesanais, café, chá, vinhos

Desconto: 13% para estudantes

Localização: 334 Dundas West, em frente ao AGO ( Art Gallery of Ontario)

Website: http://cafe.art-square.ca/Art_Square_Cafe/CAFE_MAIN.html
art square cafe - photo site

Photo via cafe.art-square.ca

  1. Signs

Estilo: Cozinha Canadense e Internacional contemporânea. O restaurante tem uma proposta muito bacana: todos os funcionários são surdos e os pedidos precisam ser feitos por meio de sinais. Mas não se preocupe, o cardápio possui um “cheat book” para você aprender os sinais rapidinho.

Desconto: 10% off

Localização: 558 Yonge Street

Website: https://signsrestaurant.ca

sign restaurant

Photo via @xkikix0722

  1. Toby’s Pub and Eatery

Estilo: Cervejas (mais de 24 tipos) e comidas de bar.

Desconto: 15%, de domingo à quinta-feira.

Localização: 411 College Street

Website: http://www.tobyspub.com/

toby pub toronto

Photo via @notjustjim

  1. FIKA Café

Estilo: Bruch, Café, sanduíches e sobremesas com inspiração sueca.  É um local bem charmosinho que inclusive reserva o espaço para festas e até pequenos casamentos.

Desconto: 15 % off

Localização: 28 Kensington Ave.

Website: http://fika.ca/

fika-restaurant-v2

  1. Arisu

Estilo: Koren BBQ e Sushis

Desconto: 10% off para estudantes

Localização: 584 Bloor Street West

Website: http://www.arisu.ca/

arisu restaurant - site

Photo via Arisu 

  1. Fresh

Estilo: Vegetariano e Vegan

Desconto: 15% off para estudantes

Localização: 326 Bloor Street West e mais 3 localizações

Website: http://freshrestaurants.ca/

fresh restaurant toronto

 Photo via @terianncarty

  1. Future Bistro

Estilo: Bistrô, Café e Drinks

Desconto: estudantes recebem 20% em todos os pratos de café da manhã, das 8 ao meio-dia, de segunda à sexta-feira.

Localização: 483 Bloor St. West

Website: http://www.futurebistro.ca/

future bistro

 Photo via futurebistro.ca

  1. Sneaky Dee’s

Estilo: Mexicano

Desconto: Em dias de semana, das 11am às 7pm, ofece um menu especial para estudantes, o Broke-ass Student Menu, com refeiçoes de $5.

Localização: 431 College St.

Website: http://sneaky-dees.com/
sneaky dees photo facebook

Photo via Sneaky Dee’s

  1. Insomnia Restaurant e Lounge

Estilo: Tem de tudo um pouco, desde Brunch, Sanduiches, aperitivos, pratos principais, drinks e o melhor, a cozinha fica aberta até às 2 da manhã.

Desconto: Estudantes ganham 20% off, exceto nos brunches de finais de semana e feriados.

Localização: 563 Bloor St. West

Website: http://www.insomniarestaurant.com/

imnsonia restaurant

Photo via Insomnia 

 

 

 

 

 

 

Estude e trabalhe no Canadá

Winter time: os 5 melhores lugares para brincar de “SkyBunda” em Toronto

Lembre-se: você nunca está velho demais para brincar na neve, ainda mais nós brasileiros que não temos este gostinho todos os anos!

Esqueça que está frio demais, que o dia acaba cedo e que você precisa tirar a neve da frente da sua casa todo dia, este é o tempo de se divertir com a neve!

Acredite ou não, mas até o Google Maps criou um mapa com os principais locais para brincar de “Tobogganing” no Canadá:

https://www.google.com/maps/d/u/0/edit?mid=zdZLomI7Tn08.k7Xee9Pa8a6U&msa=0

O mapa prova que a brincadeira vale a pena e existem várias colinas para se divertir no Canadá, e hoje vamos listar as 5 melhores de Toronto! Quem não gosta de curtir a natureza com a família e de graça!

  • Riverdale Park – 550 Broadview Ave.

Riverdale park toronto

O Parque Riverdale possui Colinas que oferecem uma das melhores vistas de Toronto. O parque possui ainda uma posta de patinação no gelo.

  • Lithuania Park – 155 Oakmount Rd.

O Parque Lithuania tem possivelmente a colina mais radical de Toronto, uma leve curva na colina torna a descida mais excitante.

  • Sir Winston Churchill Park – 301 St. Clair Ave. W

Este parquet é o parquet com uma das Colinas mais íngremes, perfeito para os aventureiros.

  • Christie Pits – 779 Crawford Ave. W

Christie-Pits-park-torontoEste parque possui 3 “pistas” diferentes para se divertir brincando de tobogã.

  • Crestview Park – 125 Seneca Hill Dr.

Este talvez seja o parque mais indicado para as crianças pois é o que possui as colinas mais baixas e mais seguras.

Tobogganing toronto

Nexus Intercâmbio

Um breve vídeo de Toronto!